quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Doces Surpresas


Levo-me pela ponta dos pés, 
Seguro em minhas mãos uma rosa.
Em um caminhar desengonçado, 
sigo-te ao encontro de algo que não vi.
Que não seja como esperei!
Ainda alimento o gosto pelas doces surpresas!
Surpreenda-me então!
Mostra-me tua face, que não seja ela ilusão.
Iluda-me se possível, mas esqueça-me se te descubro.
Eu quero a verdade que brilha nos olhos, 
olha-me, eis aqui o teu espelho!
Confessa de uma vez que não sabe mentir...



6 comentários:

  1. Adriana!!!!!!! Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estar de parabéns mesmo, esse poema é tocante :) Parabéns amiga.

      Excluir
  2. Obrigada Fernandinha, é uma honra pra mim ter meu poema no seu blog. Parabéns pelo Rasgando Versos, está maravilhoso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A honra é minha Adriana =) Mérito seu. Obrigada ...

      Excluir
  3. Belíssimo poema.Cativante, estéticamente bem quisto.!!

    ResponderExcluir